domingo, 2 de julho de 2017

22 semanas e o ultrassom morfológico

22 semanas e o ultrassom morfológico

Não acredito em como o tempo está voando. Na verdade é um sentimento contraditório, tem vezes que acho que está passando muito rápido, ao mesmo tempo penso que estou grávida desde o fim de janeiro, o que já é um tempinho. Me dói não conseguir escrever com mais frequência nesse espaço que tanto adoro, mas é que tanta coisa na cabeça, que realmente não tem dado.

Na última quarta-feira completei 22 semanas de gravidez e foi dia também de fazer o ultrassom morfológico. Fizemos com a mesma médica da translucência, que trabalha com minha obstetra e é super querida, atenciosa e detalhista.

A começar pelo pedido do exame que eu, cabeça de vento, esqueci. A clínica pediu que eu mandasse por e-mail, mas a solução mais rápida foi pedir pra ela, que já estava ali, em vez de ligar pra minha médica, esperar que ela pudesse enviar, enfim.

Não sei como é uma ultrassonografia morfológica de um bebê só, mas a de gêmeos demora, viu? Ficamos uma hora e meia na sala de ultrassom, vendo cada detalhe possível das nossas pequenas.

Enquanto a translucência nucal, entre 11 e 14 semanas, ajuda a detectar possíveis síndromes, a morfológica, entre 20 e 24 semanas, serve para verificar mal formações e problemas físicos.

É engraçado que, com dois fetos, a médica vai migrando de um pro outro aproveitando a melhor posição de cada um para ver o que precisa. Uma bebê virou de frente? Então vamos aproveitar pra marcar o nariz e a boca. A outra esticou a perna? Então vamos medir o osso. Ih, bem agora ela resolveu dobrar as pernas de novo. Mas tudo bem, porque abriu a mãozinha e pudemos contar os cinco dedos e falanges. O que é isso aqui no rosto dela? Ah, é o pé da irmã! Vamos aproveitar e contar os dedinhos também. E foi assim por uma hora e meia. 

Constatamos que elas estão sem qualquer alteração morfológica e voltamos pra casa felizes.  Enquanto o marido estava bem preocupado com a translucência, eu fiquei tensa com a ultra morfológica. Como tinha um tempo que não fazia ultra, foi me dando um nervoso de não saber como elas estavam. Mas fiquei muito feliz com a maravilhosa notícia que está tudo bem com elas! Que siga assim!

Além disso, algumas atualizações:
- Elas estão bem grandinhas. Uma tem 26,6cm e 498g e a outra 25,9 e 449cm. 
- Na ultra desta quarta também foi verificado o meu colo do útero, que, ufa!, está bem comprido. Zero risco de parto prematuro por enquanto! Esse é um outro fantasma que me assombra.
- Estou com uma anemia importante. Tentei regular somente com a alimentação, mas não foi possível e há cerca de 20 dias passei a tomar suplemento de ferro. São dois comprimidos gigantes duas vezes ao dia, que precisam ser ingeridos de barriga vazia e provocam um enjoo chatinho, além de deixar um gosto terrível de ferro na boca. Ainda não fiz exame para acompanhar a evolução da anemia, mas espero que tenha melhorado. Não vomito mais, mas ainda fico enjoada, o que é bem chato e faz com que eu não tenha muita disposição.
- Aos poucos as coisas do quartinho e do enxoval vão ficando prontas, mas ainda falta bastante coisa, o que faz com que, volta e meia, bata um desespero. Depois me acalmo, pensando que para tudo dá-se um jeito e que não preciso ter todos os itens daquelas listas gigantescas de enxoval. 

Essa semana tem ecocardiograma fetal e a quarta consulta com a obstetra. Voltarei - sem atraso - para contar como foram ambos.

7 comentários:

  1. Oi flor, muito legal seu blog. Já li quase tudo! Parabéns pelas suas meninas.
    Cheguei até aqui pq estava pesquisando sobre ovodoação e adorei sua história. Me identifiquei muito com muitas coisas. Esse processo de luta contra a infertilidade é um caminho muito solitário e muitas vezes sinto fata de alguém que entenda esse emaranhado de sentimentos aqui dentro.
    Tenho uma história longa, mais de 16 anos, três videos por conta de uma endometriose grau V, uma separação no meio do caminho, uma FIV, uma menopausa precoce, um processo de adoção em andamento e por fim a preparação para outra FIV com ovo recepção! Fico muito feliz com seu sucesso, e esperançosa também!
    Qual a clínica e médicos que você fez a ultima FIV?
    Beijos cor-de-rosa <3

    ResponderExcluir
  2. Amo quando você aparece!!! E sempre fico muito feliz saber que meninas estão bem!!! :)

    Volta sim e conta tudo!!!

    ResponderExcluir
  3. Li todo o blog e me identifiquei em quase todas as postagens... Minha história tem muitas semelhanças... Comecei em 2014 com os tratamentos e descobrimos a azoospermia, endometriose e por fim a baixa reserva ovariana... Já desisti dos meus óvulos e fui receptora em dois tratamentos sem sucesso... Em fevereiro cheguei a engravidar mas meu Beta regrediu... E há 15 dias outro negativos entre os tantos... Comecei a escrever um blog TB é me indicaram o seu blog... Parabéns pelas meninas... Me emocionei com seu positivo!!! Vou acompanhar vocês!!! ;)

    ResponderExcluir
  4. Ainnn cadê foto dessas meninas??? E dessa barriga, que deve estar linda e toda pomposa desfilando por essa cidade??
    adorei saber das notícias ;)

    ResponderExcluir
  5. Cade mamãe das meninas lindas??? sumida!!! nos atualizem como está gestação?

    ResponderExcluir
  6. tô curiosa pra saber dessas meninas =)
    te mandei um email ♥ ♥ ♥

    ResponderExcluir
  7. Querida, como vc está? Chegando perto! Mande notícias!

    www.eontemeuchorei.blogspot.com

    ResponderExcluir